domingo, 14 de abril de 2024

Campanha de Prevenção do Câncer Bucal vai até dia 30 de abril em São Carlos

Campanha de Prevenção do Câncer Bucal vai até dia 30 de abril em São Carlos

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) está realizando até o final do mês de abril, a campanha de Prevenção do Câncer Bucal, que ocorre paralelamente com a campanha de Vacinação contra a Gripe, em todas as Unidades Básicas de Saúde (UBS’s) e das Unidades de Saúde da Família (USF’s) de São Carlos.

Como parte da campanha, todos os dentistas e auxiliares da rede pública municipal, passaram por uma capacitação ministrada pelo Dr. Luiz Gazzi, oncologista da rede, onde foram abordados dentre outros assuntos a importância de ter um olhar clínico diferenciado para as lesões potencialmente malignas.
Segundo o oncologista Luiz Gazzi, os tumores da cavidade oral estão entre os mais incidentes na população brasileira, especialmente entre os homens consumidores de tabaco e com hábito de etilismo frequente.

Gazzi ressalta que o diagnóstico precoce é o fator principal para a cura da doença, o que representa 95% de chance, enfatiza também a importância da capacitação dos dentistas para esse diagnóstico.

“Fizemos uma capacitação junto aos profissionais de saúde bucal da Prefeitura, para alertar sobre a importância de estar atento ao surgimento de lesões, não só tipicamente tumorais, mas também aquelas que possam se tornar tumores. Na capacitação vimos alguns conceitos importantes em relação as lesões, um protocolo para que nós possamos suspeitar dos tumores de uma maneira precoce e encaminha-lo adequadamente para a realização de biópsia e para que esse paciente complete seu tratamento ficando livre da doença”.

Lilian Almeida Pinheiro, supervisora do Centro de Especialidade Odontológica (CEO), explica que essa campanha acontece anualmente e como os munícipes podem acessar os serviços. “O paciente procura a unidade de saúde de sua referência, passa por uma avaliação e ser houver alguma alteração de qualquer parte da mucosa oral, ele deve ser reavaliado e se necessário é encaminhado para o Centro de Especialidades Odontológica, para fazer uma biópsia”, explica a supervisora, lembrando que todas as lesões em cavidade oral que permanecem por mais de 3 semanas, precisam de um olhar especial.

Ângela dos Santos, articuladora de saúde bucal da Secretaria Municipal de Saúde, enfatiza sobre a importancia do autoexame bucal. “Conhecer sua estrutura bucal é de extrema importancia, pois caso algo esteja errado, como por exemplo uma ferida, você logo vai perceber e sempre deve lembrar que a saúde bucal está conectada diretamente à saúde geral. Não deixe de procurar seu dentista regularmente”.
Segundo Angela na Campanha do ano passado foram avaliados 4.271 pacientes com um total de 13 pacientes com diagnóstico de câncer bucal.

O câncer bucal são tumores malignos que acometem a boca e parte da garganta. Pode se desenvolver nos lábios, língua, céu da boca, gengiva, amígdala e glândulas salivares.

Os principais sinais que devem ser observados são: lesões na cavidade oral ou nos lábios que não cicatrizam por mais de 15 dias; manchas/placas vermelhas ou esbranquiçadas na língua, gengivas, palato (céu da boca), mucosa jugal (bochecha), nódulos (caroços) no pescoço e rouquidão persistente.
Segundo dados de 2023, o estado de São Paulo possui o maior índice de câncer bucal do país, sendo mais comum em homens brancos com idade acima de 40 anos.