sexta-feira, 16 de junho de 2023

Na reedição da decisão do último Campeonato Mundial, seleção feminina vence Sérvia pela Liga das Nações 2023

Na reedição da decisão do último Campeonato Mundial, seleção feminina vence Sérvia pela Liga das Nações 2023

No confronto contra a Sérvia, atual campeã mundial, melhor para o Brasil. Nesta quinta-feira (15.06), a seleção feminina venceu a reedição da última decisão do Campeonato Mundial por 3 sets a 2 (23/25, 25/22, 21/25, 25/12 e 15/11) no ginásio Nilson Nelson, em Brasília. A central Thaisa teve grande atuação e foi a maior pontuadora do confronto, com 18 pontos (oito de ataque, nove de bloqueio e um de saque). A oposta Kisy, com 16, as ponteiras Pri Daroit e Maiara Basso, com 12 e 11 acertos, respectivamente, também se destacaram no confronto.

O Brasil volta à quadra às 14h deste sábado (17.06) contra a Alemanha, com transmissão ao vivo do sportv 2.

Maiara Basso, ponteira, veio do banco no segundo set e fez 11 pontos (10 de ataque e um de saque) – “Estou sentindo uma explosão de sentimentos. Isso é fruto de muito trabalho que apresentei desde que fui convocada. Esperava uma oportunidade e agarrei ela”.

Pri Daroit, ponteira, marcou 12 pontos de ataque – “Tínhamos comentado que a torcida é um fator muito positivo para o nosso time. Hoje os torcedores deram um show. Foi um grande jogo e o time vai sair fortalecido com essa vitória. A Sérvia é uma grande equipe e sabíamos que seria um jogo difícil. O time está de parabéns e as jogadoras que entraram na partida ajudaram muito. A força da equipe fez a diferença na partida de hoje”.

Kisy, oposta, fez 16 pontos (13 de ataque e três de bloqueio) – “Sabíamos que seria um jogo duro. O diferencial hoje foi o coletivo. Nos ajudamos o tempo todo mesmo nas horas de dificuldade. Estou feliz, mas o campeonato é longo e agora já temos que pensar na próxima equipe. As jogadoras, a comissão e a torcida se juntaram na partida de hoje e foi muito especial”.

José Roberto Guimarães, treinador do Brasil – “São jogos como esse que fazem o time crescer. Principalmente como jogamos o quarto set. Essa energia contagiou todo mundo. Foi um jogo difícil. Para algumas jogadoras, é a primeira semana jogando, ainda estão um pouco fora de ritmo, mas a superação aconteceu. E ver o time com essa garra, com essa determinação, foi muito bom. E agradeço a todos que estiveram com a gente hoje aqui em Brasília, torcendo e mandando essa energia boa”.

O Brasil começou com Macris, Kisy, Thaisa, Carol, Pri Daroit, Julia Bergmann e líbero Nyeme. Entraram: Rosamaria, Roberta e Maiara Basso

LIGA DAS NAÇÕES:

Nagoya (Japão)

31/05 – Brasil 2 x 3 China (23/25, 25/22, 20/25, 25/20 e 12/15)
01/06 – Brasil 3 x 0 Holanda (25/23, 25/23 e 25/21)
03/06 – Brasil 3 x 1 República Dominicana (27/25, 20/25, 25/21 e 27/25)
04/06 – Brasil 3 x 0 Croácia (26/24, 25/18 e 25/8).

Brasília (Brasil)

14/06 – Brasil 3 x 0 Coréia do Sul (31/29, 25/16 e 25/16)
15/06 – Brasil 3 x 2 Sérvia (23/25, 25/22, 21/25, 25/12 e 15/11)
17/06 – Brasil x Alemanha, às 14h – sportv 2
18/06 – Brasil x Estados Unidos, às 10h – TV Globo e sportv 2

Foto: Mauricio Val/CBV