segunda-feira, 23 de outubro de 2023

PAN SANTIAGO 2023: Medalhas de ouro e bronze dos Guilhermes marcam o dia da natação

Medalhas de ouro e bronze dos Guilhermes marcam o dia da natação em Santiago 2023

A natação brasileira contou com o talento de seus Guilhermes e teve mais um dia de conquistas nos Jogos Pan-americanos Santiago 2023. Ao fim de muitas braçadas e pernadas nesta segunda-feira, 23, o saldo foi de seis medalhas: duas de ouro, uma de prata e três de bronze.

Destaque para os ouros dos "Guilhermes" Caribé, que venceu os 100m livre com o tempo de 48s06 e chegou ao terceiro título na capital chilena, e Costa, o “Cachorrão”, campeão dos 800m livre com 7m53s01, que foi ao topo do pódio pela segunda vez na competição.

O bronze no revezamento misto 4x100m medley, que contou com Guilherme Basseto na equipe, incrementou a festa dos xarás e impulsionou o desempenho do país nas piscinas. O Brasil chegou a 17 medalhas na natação em Santiago, com cinco ouros, cinco pratas e sete bronzes.

“Esse Pan está sendo muito especial para mim. É o meu primeiro e conseguiu o terceiro ouro já. E agora logo nos 100m livre, uma prova em que o Brasil tem história. É gratificante fazer parte desse momento”, comemorou Caribé, que já conquistou outros dois ouros nos revezamentos 4x100m livre masculino e misto.

O outro título brasileiro foi de Guilherme Costa, que travou uma batalha duríssima contra o venezuelano Alfonso Mestre, e conquistou a primeira colocação com pouco mais de um segundo de diferença. Foi a segunda medalha de “Cachorrão”, campeão também nos 400m livre.

“Foi muito disputado e eu tive que manter o controle da prova o tempo inteiro, estar o tempo todo na disputa, para poder crescer no final, e foi o que aconteceu”, explicou o nadador, que viu o rival da Venezuela completar a prova em 7m54s46, tempos bem próximos para uma prova de longa distância.

Outro destaque do dia foi Stephane Balduccini, com duas medalhas, uma de prata, nos 100m livre, e outra de bronze, no revezamento 4x100m medley misto, ao lado de Clarissa Rodrigues, João Gomes Junior e Guilherme Basseto.


Para completar, Gabrielle de Assis ficou com bronze nos 200m peito. É a primeira vez que uma nadadora brasileira conquista uma medalha nessa prova nos Jogos Pan-americanos.

Fotos: Miriam Jeske/COB