domingo, 5 de novembro de 2023

PAN SANTIGO 2023: Brasil mostra força na final e é campeão do vôlei masculino

 Brasil mostra força na final e é campeão do vôlei masculino em Santiago 2023

Jogando um vôlei de alto nível, a seleção masculina do Brasil derrotou a Argentina com propriedade por 3 sets a 0 (25/23, 25/13 e 25/22) e conquistou a medalha de ouro nos Jogos Pan-americanos Santiago 2023. A partida foi disputada na Arena do Parque O’Higgins, sábado, 04/11, e a conquista do Brasil encerrou um jejum que durava desde os Jogos de Guadalajara 2011.

“Nossa equipe foi crescendo durante o campeonato. Tivemos altos e baixos, claro, até no primeiro set da final foi assim. Mas tivemos resiliência, paciência nos momentos certos para sair das situações adversas e, com a força do conjunto, conquistamos esse título”, comentou Honorato, eleito o melhor jogador de vôlei masculino dos Jogos Pan-americanos.

No início do primeiro set, a Argentina abriu 3 a 0, uma vantagem foi determinante para os argentinos liderarem o placar ao longo do período, sem que o Brasil conseguisse encostar. Até que, num contra-ataque, Adriano diminuiu a diferença para dois pontos. Foi o suficiente para a equipe inflamar e virar o placar para 21 a 20. Com bom volume de jogo, fechou em 25/23.

O início do segundo set mostrou um Darlan imparável, com o Brasil abrindo 6 a 0, com três aces e dois ataques do jogador brasileiro. Muitos erros do time, porém, e a Argentina encostou em 7/5, quando o técnico Juba pediu um providencial tempo. O Brasil retomou a concentração, diminuir os erros e deslanchou, fechando o set com tranquilidade em 25/13.

Aces, de lado a lado, marcaram o início do terceiro set, com equilíbrio no placar. Assim foi até a seleção brasileira abrir uma ligeira vantagem de 11/7. Daí para frente, bastou administrar a diferença até o fim, para fechar o set em 25/22 e a partida em 3 sets a 0: a medalha de ouro é de novo do Brasil.

“Mesmo num período curto, fizemos uma boa preparação para o Pan, e o balanço é extremamente positivo. Destaco mais o amadurecimento de vários desses garotos, que vai ser determinante para o futuro deles dentro da seleção brasileira”, afirmou o técnico Giuliano Ribas, o Juba.

Foto: Wander Roberto/COB