terça-feira, 6 de fevereiro de 2024

Invicto em 2024 na Superliga, Osasco São Cristóvão Saúde bate o Pinheiro e conquista sétima vitória seguida

Invicto em 2024 na Superliga, Osasco São Cristóvão Saúde bate o Pinheiro e conquista sétima vitória seguida

Osasco São Cristóvão Saúde precisou de cinco sets para conquistar a sétima vitória consecutiva na Superliga Bet7k. Invicto na competição em 2024, a equipe do técnico Luizomar bateu o Pinheiros por 3 sets a 2, na noite desta terça-feira (6), no ginásio Henrique Villaboim. As parciais da partida, válida pela quarta rodada do returno, foram 19/25, 25/19, 18/25, 25/19 e 15/3, após 2h07 de jogo. Com o resultado, a equipe comandada pelo técnico Luizomar ampliou a vantagem na vice-liderança da competição (são três pontos de diferença para o Gerdau Minas, que perdeu para Barueri por 3 a 2).

Lorenne, maior pontuadora da partida, com 21 pontos, comentou a batalha. “Importante a virada de chave da equipe dentro de quadra, para superar os momentos de dificuldade. É como o Luizomar sempre diz: é preciso manter o foco e saber jogar quando as dificuldades aparecem. Valeu por mais uma vitória importante. Seguiremos trabalhando para diminuir os erros e evoluir como equipe para chegar muito forte na fase final”, comentou a oposta, que ganhou o troféu VivaVôlei, na eleição do público do SporTV.

O jogo – Osasco fez um primeiro set irregular. Isso significa ter sido obrigado a perseguir o Pinheiros no placar durante a maior parte da parcial. Luizomar gastou seus pedidos de tempo quando sua equipe perdia por 12/16 e 16/21. Também promoveu alterações, como a entrada de Kenya e Amanda. Mas não deu. Lorenne ainda aproveitou uma bola de xeque no 18/24 e Maira manteve o time osasquense vivo no 19/24. Na sequência, contudo, as donas da casa fecharam em 25/19.

As comandadas de Luizomar devolveram o placar para o Pinheiros no segundo set. Para chegar aos 25/19, Osasco melhorou o desempenho no passes e especialmente o aproveitamento ofensivo. Butler, pelo meio, fez 12/8. Tifanny, com dois bloqueios seguidos, levou o placar para 19/14. Lorenne, a principal atacante da segunda parcial (com nove acertos), desceu o braço no 20/15 e marcou o set point com um ace: 24/18. A vitória veio com Maira.

A irregularidade voltou a rondar a quadra osasquense no ginásio Henrique Villaboim. Assim como no primeiro set, problemas no passe e ataque complicaram a vida das comandadas de Luizomar, que não conseguiram comandar o placar. Lorenne fez 15/19, com mais um ace, e atacou para marcar no 17/22. Butler também conseguiu pontuar no 18/24, mas todo o esforço não evitou a vitória do Pinheiros por 25/18.

Osasco voltou bem para o quarto set e abriu 4/1. Depois de ver o Pinheiros encostar e virar, a equipe de Luizomar retomou o controle da partida. Com Callie forçando o saque, Butler e Tifanny marcaram em bolas de xeque para fazer 17/12. Na sequência, a central norte-americana conseguiu um ace: 18/12. Lorenne encaminhou a vitória no 23/18, fez o set point no 24/19 e fechou com mais uma pancada: 25/19.

Maira só saiu da linha de saque quando o placar apontava 8/1 no tie-break. Giovana marcou seu primeiro ponto de bloqueio na partida no 9/1. Butler montou o paredão em dois pontos seguidos 11/2. Na sequência, Giovana conseguiu um ace para abrir dez pontos de vantagem: 12/2. Lorenne atacou na paralela para fazer 13/3. Com mais um ponto direto de saque, desta fez de Tifanny, o time osasquense chegou ao match point: 14/3. E a ponteira repetiu o desempenho para fechar em 15/3, com outro ace.

Foto: @tkssport / @carol__fotografia