quinta-feira, 15 de fevereiro de 2024

Profissionais da saúde de São Carlos participam de capacitação com foco no atendimento ao público

Profissionais da saúde de São Carlos participam de capacitação com foco no atendimento ao público

Cerca 800 profissionais da Secretaria de Saúde participaram nos dias 8 e 9 de fevereiro, no Teatro Municipal “Dr. Alderico Vieira Perdigão”, de uma capacitação com o objetivo fazer com que os servidores possam atender melhor a população e evitar conflitos dentro do serviço público, fazer o profissional da saúde repensar seu papel na sociedade, o impacto no atendimento e a satisfação por fazer a diferença na vida das pessoas e enfrentar as adversidades.

A qualidade no atendimento na saúde é sempre um desafio, na maioria das vezes a procura é decorrente de situações em que o paciente se encontra em estado de vulnerabilidade, por isso a importância de se sentir acolhido desde o primeiro momento.

Peter Abreu, palestrante e diretor da ABR inteligência, fala da receptividade dos profissionais de saúde e do ganho da população com essas ações. “Nós tivemos uma grande participação, muitos questionamentos e o mais importante é que os servidores saem daqui com a certeza que eles podem fazer mais e melhor pelo usuário do serviço público. A população ganha porque ela vai ter funcionários mais preparados para atendê-la, que respeitem mais o cidadão, que foquem em agilizar e com mais eficiência.

O palestrante finaliza dizendo que a base está no acolhimento, na recepção e na abordagem, onde o usuário do serviço público espera que o servidor possa tranquilizá-lo, dando segurança no atendimento, sabendo que o serviço prestado foi feito de maneira adequada e que o governo está preocupado querendo o melhor para todos os usuários”.

Crislaine Mestre, diretora do departamento de Gestão do Cuidado Ambulatorial (DGCA), disse que essa demanda partiu da Comissão de Controle de Violência dentro dos serviços de saúde e que essa é uma das primeiras ações. “Temos mais 3 ações previstas, a de comunicação social com a população e outras duas para melhorar as estruturas das unidades, o que já está realizando. A comunicação do atendimento, do acolhimento depende de cada profissional de saúde, ofertar estrutura para os profissionais vai auxiliar, mas a atendimento pode ser acolhedor, cordial, tentando falar de uma maneira que a população entenda, orientando sobre o processo do paciente de uma forma clara, isso vai facilitar o trabalho, melhorando a assistência à saúde”, finaliza Crislaine Mestre.

Foto: Divulgação/Prefeitura de São Carlos