segunda-feira, 6 de maio de 2024

Roslandy Acosta reforça Sesi Vôlei Bauru para temporada 2024/2025

Roslandy Acosta reforça Sesi Vôlei Bauru para temporada 2024/2025

O Sesi Vôlei Bauru assinou com Roslandy Acosta, terceiro reforço da equipe bauruense para a temporada 2024/2025 do vôlei nacional. A ponteira venezuelana competiu na liga italiana na última temporada e tem vasta experiência internacional.

Esta será sua segunda passagem pelo voleibol brasileiro. Acosta esteve presente no elenco do Minas Tênis Clube na temporada 2019/20, a qual acabou não tendo campeão definido após a Superliga ser paralisada.

Foi também neste ano de 2020 que a ponteira teve a oportunidade de treinar com a equipe do Sesi Bauru ao não conseguir retornar ao seu país. E essa passagem rápida influenciou também sua escolha de voltar para o Brasil e, mais especificamente, para o Sesi Bauru:

“Tive a oportunidade de treinar com o time do Sesi Bauru no passado. Sempre fui grata por essa oportunidade. Achei incrível a estrutura e como são profissionais. Além disso, tem jogadoras que tive oportunidade de jogar e treinar, as quais são muito profissionais e excelentes pessoas!

Todos nós queremos ganhar, mas para isso é necessário trabalhar duro. Quero ajudar a equipe em tudo para conseguirmos ter os melhores resultados”, finalizou.

Roslandy Del Valle Acosta Alvarado tem 32 anos, 1,90m e é natural de La Guaira, na Venezuela. Começou a jogar vôlei de praia quando ainda estava na escola, até que foi chamada para o time de vôlei de quadra. Desde então passou pelo Valencianas de Juncos (Porto Rico), LP Kangasalda (Finlândia), Volley Koniz (Suíça), Rote Raben Vilsviburg (Alemanha), Postdam (Alemanha), Volley Bergamo (Itália), Minas TC (Brasil), PFU (Japão), Denso Airybees (Japão), Trentino Volley (Itália).

Entre seus títulos conquistados, Acosta já venceu o Sul-Americano Feminino de Clubes, a Copa Finlandesa e foi vice-campeã na liga suíça. Além disso, foi eleita a melhor jogadora da liga alemã na temporada 2015/16 e a maior pontuadora em 2016/17. A ponteira foi convocada pela primeira vez para a seleção júnior aos 13 anos e desde então se manteve no time nacional.