quinta-feira, 25 de maio de 2023

Velório Municipal de São Carlos está passando por reformas

Velório Municipal de São Carlos está passando por reformas

Os secretários de Governo, Netto Donato, de Obras Públicas, João Muller, de Comunicação, Leandro Severo, juntamente com o presidente da Prohab, Rodson Magno do Carmo, acompanharam na manhã desta terça-feira (23/05), as obras que estão sendo executadas no velório municipal, localizado no Cemitério Nossa Senhora do Carmo.

Desde o dia 28 de abril a Prefeitura está disponibilizando salas de velório em três empresas da cidade em virtude da reforma. O contrato foi celebrado para dar continuidade aos serviços prestados pelo município.

Com investimento de R$ 1,4 milhão, sendo R$ 800 mil de emenda parlamentar repassada pela ex-deputado Lobbe Neto a pedido do vereador licenciado e hoje presidente da Prohab, Rodson Magno do Carmo, as 10 salas estão sendo totalmente reformadas.


“O projeto de reforma compreende a demolição parcial de laje com instalação de reforços metálico internos no projeto estrutural, instalação de iluminação zenital através de lanternim, a criação de uma área de estar e integração dos conjuntos das 10 salas de vigília, mudança dos corredores de acesso existentes para uma circulação central, entre as salas, dando mais privacidade aos usuários”, explica João Muller, secretário de Obras Públicas.

Muller disse, ainda, que será construída uma lanchonete no local, além da reforma de sanitários e refeitório dos servidores. “Essas reformas não fazem parte desse contrato, mas vamos realizar com recursos próprios”.

De acordo com Netto Donato, a reforma do velório era uma antiga reivindicação da população. “Faz tempo que o velório não recebia uma grande reforma, porém o governo do prefeito Airton Garcia está presente e atento às necessidades. O local vai oferecer mais conforto em um momento tão difícil, que é se despedir de quem amamos. A construção foi planejada considerando a necessidade de oferecer espaços mais arejados, com acessibilidade, segurança e estrutura adequada”, finaliza Netto.

“Essa sempre foi uma preocupação do nosso mandato como vereador, mas agora a Prefeitura vai fazer as melhorias necessárias para oferecermos um ambiente mais acolhedor e digno para as pessoas. Nossa cidade merecia essa reforma”, comentou Rodson Magno do Carmo, atual presidente da Prohab.

NOVOS PROCEDIMENTOS - Em virtude da reforma do Velório Municipal estão disponíveis neste momento as seguintes salas: Grupo Vida (velório na rua José de Alencar, 539 - Vila Costa do Sol); Memorial Jardim da Paz (velório na avenida José Antônio Migliato, 1.500 - Cidade Aracy) e no Grupo Sinsef (avenida Salgado Filho, 289 - Vila Marina).

Os procedimentos para agendar sepultamento e velório continuam os mesmos, a família deve comparecer primeiramente na funerária responsável pelo funeral (transporte, arrumação, caixão) e depois dirigir-se à Seção de Cemitérios, localizada no Cemitério Nossa Senhora do Carmo, para tratar dos trâmites do sepultamento, e definir o horário e local do velório. O telefone para maiores informações é o (16) 3361-7121.

A família deverá informar se irá utilizar o serviço público de locação de velório por meio das três empresas locadoras (cuja definição caberá à Seção de Cemitérios, por meio de rodízio de plantão entre as empresas), ou se irá utilizar o serviço privado em outro local particular. No caso de utilizar o serviço público, será cobrada normalmente a devida taxa municipal de R$ 88,92. Realizada a escolha, a Seção de Cemitérios irá entrar em contato com a funerária e a locadora, confirmando o agendamento e o local da cerimônia.

Vale ressaltar que as empresas locadoras contratadas pela Prefeitura são responsáveis somente pela locação de salas para velórios, logo, o fechamento dos funerais não é obrigação das mesmas.

A Prefeitura informa ainda, que o tempo permitido para as cerimônias continua a ser de até 4 horas, entre as 7h e 17h. Para evitar atrasos nos sepultamentos, as cerimônias de velório devem terminar pelo menos 15 minutos antes do sepultamento (no caso do Grupo Vida e Sinsef) ou 30 minutos (no caso do Memorial Jardim da Paz).

Fotos: Divulgação/Prefeitura de São Carlos