segunda-feira, 23 de outubro de 2023

PAN SANTIAGO 2023: Flávia Saraiva conquista medalha de prata no individual geral da ginástica artística

Flávia Saraiva conquista medalha de prata no individual geral da ginástica artística; Diogo Soares também é segundo no masculino

Diogo Soares e Flávia Saraiva conquistaram mais duas medalhas de prata para o Brasil nos Jogos Pan-americanos Santiago 2023. Nesta segunda-feira, 23, ambos ficaram na segunda posição final do individual geral da ginástica artísticas em seus gêneros.

No masculino, o ginasta brasileiro fechou a prova com 81.865 pontos, ficando atrás apenas do canadense Felix Dolci, que marcou 82.531. Donnerr Whittenburg, dos Estados Unidos, foi o terceiro, com 81.764.

Diogo Soares começou sua participação no solo, aparelho no qual conseguiu 13.400 de nota. A sequência foi no cavalos com alças. Com ótima apresentação, ele conseguiu somar 13.766 pontos.

Nas argolas o brasileiro teve sua pior nota, com 13.233. Depois veio a maior delas, no salto, com 14.033. Nas barras paralelas, mais uma boa participação, com 13.833.

Diogo chegou para a barra fixa, último aparelho, precisando de uma boa apresentação para seguir com chances de medalha. E ele não decepcionou. Os 13.600 colocaram o brasileiro na segunda posição e garantiram a prata.

A conquista em Santiago evidencia a ótima temporada do ginasta. No Mundial da Antuérpia, no começo do mês, ele ficou na décima posição no individual geral e garantiu vaga para os Jogos Olímpicos Paris 2024.

Outro brasileiro na prova, Arthur Nory terminou na nona posição, com 77.932 pontos. Ele sentiu dores no ombro esquerdo durante a apresentação nas barras paralelas e caiu do aparelho duas vezes.

Nory buscava a classificação para Paris 2024 na disputa, mas não conseguiu. Agora ele tentará a vaga apenas para a barra fixa, sua especialidade, nas Copas do Mundo do ano que vem.


Medalha para Flavinha

No feminino, o grande destaque do Brasil foi Flávia Saraiva. Com 54.565 pontos, ela ficou com a medalha de prata. A campeã foi a americana Kayla Dicello, com nota total de 54.699. Jordan Chiles, também dos Estados Unidos, foi a terceira, com 53.999.

Outra grande participação foi a de Jade Barbosa. Com ótimo apresentação nos quatro aparelhos e 53.333 pontos, ela foi a quarta colocada, mesmo resultado de seu primeiro Pan, em 2007, no Rio.

Flávia Saraiva começou a prova nas paralelas assimétricas. Fez boa apresentação e levou 13.533 de nota. Na sequência ela foi para o salto, onde também se destacou, com 13.966 pontos.

Mas foi na trave, sua especialidade, que a brasileira deu show. A linda passagem no aparelho rendeu 14.166 pontos, a maior nota de toda a prova, assumindo a liderança.

Entretanto, no solo ela não conseguiu repetir o desempenho das apresentações anteriores e recebeu 12.900, sendo ultrapassada pela americana.

Nesta terça-feira, 24, começam as finais dos aparelhos. No masculino o Brasil terá Arthur Nory e Yuri Guimarães no solo. Rebeca Andrade faz a final do salto e das paralelas assimétricas, aparelho no qual Flávia Saraiva também estará na disputa.

Fotos: Alexandre Loureiro/COB