quarta-feira, 1 de novembro de 2023

PAN SANTIAGO 2023: Brasil inicia Ginástica Rítmica com lideranças nas classificatórias

 Brasil inicia Ginástica Rítmica dos Jogos Pan-americanos Santiago 2023 com lideranças nas classificatórias

Conjunto brasileiro na apresentação dos 5 arcos

O Brasil iniciou muito bem a caminhada da Ginástica Rítmica nos Jogos Pan-americanos Santiago 2023. Nesta quarta-feira (1), primeiro dia de competições da modalidade, as brasileiras garantiram posições importantes na classificação tanto no individual geral, com Bárbara Domingos líder, quanto no conjunto, que se apresentou na prova de 5 arcos e deu um show para os espectadores.


Nas disputas individuais, o trio de brasileiras, além de brigar pelas primeiras posições no individual geral, também conquistou finais por aparelhos. Bárbara Domingos lidera o individual geral, enquanto Maria Eduarda Alexandre está em quarto lugar e Geovanna Santos em sétimo (após dois aparelhos). Maria Eduarda está na final do arco, enquanto Geovanna está na final da bola. Já Bárbara Domingos se classificou para as finais dos dois aparelhos.


Por outro lado, o conjunto brasileiro, formado por Nicole Pircio, Giovanna Silva, Bárbara Galvão, Victória Borges e Gabi Coradine, brilhou na primeira prova da competição, a de 5 arcos. As brasileiras fizeram uma linda apresentação ao som do clássico “I wanna dance with somebody”, de Whitney Houston, e tiraram a maior nota da noite: 35.400 para liderar o conjunto geral, combinação das provas de 5 arcos e da série mista (bolas + fitas).


“Estreamos bem, mostramos nossa série de forma segura e estamos muito felizes com o resultados. Apesar de a felicidade da estreia ser grande, estamos bem concentradas e focadas porque queremos fazer uma série mista linda, cravada, para tirar uma nota muito boa e garantir o primeiro lugar”, pontuou Nicole Pircio, capitã da seleção brasileira de conjunto da ginástica rítmica.


O dia começou com as disputas individuais. A primeira a se apresentar foi a caçula da equipe, Maria Eduarda Alexandre, de apenas 16 anos. Estreando no Pan e apenas a segunda atleta a entrar em quadra, a jovem fez uma perfomance muito segura no arco e obteve a nota de 33.550. Na sequência, veio Geovanna Santos, que elevou o nível de dificuldade da prova, mas acabou cometendo duas falhas e ficou com a nota de 28.650. Para encerrar a participação brasileira no arco, Bárbara Domingos, ao som de “Rei Leão”, fez uma bela apresentação e garantiu a boa nota de 32.000. 


Na prova da bola, Maria Eduarda Alexandre mais uma vez fez uma boa apresentação para tirar 30.750 de nota. Geovanna Santos, na sequência, recuperou-se do arco, emendou uma apresentação segura na bola e tirou 30.850. E aí veio Bárbara Domingos para mais uma vez levantar o público ao apresentar uma coreografia de elevado nível de dificuldade. Nota 33.200 e primeiro lugar geral após as duas provas para a brasileira (65.200 na soma), seguida por Maria Eduarda Alexandre (64.300) na quarta posição. Geovanna Santos terminou em sétimo (59.500 de soma). 


“Eu estou feliz com minhas duas apresentações, porque elas foram muito consistentes. É importante se apresentar bem numa competição como essa, que tem ginastas muito boas, todo muito bem preparado. Para amanhã, tenho duas séries mais fortes, principalmente na fita, que tem um diferencial. Vou vir com mais força e concentração para dar o meu melhor e conquistar um bom resultado”, ressaltou Bárbara Domingos.


Bárbara Domingos na apresentação da bola

Fotos: Marina Ziehe/COB