sábado, 4 de novembro de 2023

PAN SANTIAGO 2023: Meninas de ouro: Brasil fecha ginástica rítmica com mais três ouros

 Meninas de ouro: Brasil fecha ginástica rítmica com mais três ouros no Pan 2023

Não há como fugir do clichê, mas a ginástica rítmica do Brasil fechou os jogos Pan-americanos Santiago 2023 com chave de ouro. Em todas as oito categorias disputadas, havia uma brasileira no topo do pódio. E não apenas no topo, mas na também. Foi assim nas provas que fecharam a modalidade, neste sábado, 04. Maria Eduarda Alexandre foi campeã nas maças e prata na fita, enquanto Bárbara Domingos o inverso: ouro na fita e segunda nas maças. E no conjunto da prova mista ouro também.

Com os resultados, Bárbara Domingos se tornou a atleta que mais conquistou medalhas em Santiago. Foram três ouros: individual geral, bola e fita, além das pratas das maças e no arco. “Nossa, nem sabia desse detalhe, mas acredito que nos dedicamos muito para estar aqui. Esse resultado é nosso! A gente focou muito nessa competição logo depois do mundial, então, acredito que esses resultados são frutos de muito trabalho e dedicação. E também serviu para fechar o ano com chave de ouro, porque foi a última competição do ano e por isso dei todo meu gás."

Maria Eduarda Alexandre ficou com quatro medalhas: ouro no arco e maças, prata na fita e bronze no individual geral. Geovana Santos foi prata na bola.

O Brasil, que chegou ao Pan como favorito na modalidade, confirmou a expectativa fechando a disputa com mais uma conquista no conjunto da prova mista. “É um trabalho de muitas mãos, temos um time dentro de quadra, 12 ginastas, uma equipe fora. Te muitas pessoas envolvidas, então a gente queria homenagear essas pessoas porque o trabalho foi longo, não foi de um ano pro outro, estamos plantando há muitos anos plantando e que bom que estamos colhendo com 100% de aproveitamento”, Camila Ferezin, técnica chefe.

A seleção já havia vencido no conjunto geral e na prova de cinco arcos. Nesta tarde, fizeram uma pontuação incontestável de 31.800 e superara o México, prata, e EUA, bronze. “Objetivo concluído com sucesso, como a gente vinha falando, conseguimos os 100% de aproveitamento e esse era o nosso foco, chegar no Pan-americano e trazer as medalhas para o Brasil e foi isso que a gente fez. Esse objetivo estava bem claro na nossa cabeça e conseguimos realizar esse sonho”, comemorou Nicole Pircio.

Fotos: Miriam Jeske/COB