quarta-feira, 1 de novembro de 2023

PAN SANTIAGO 2023: Pratas nos 100m e no decatlo, e bronze nos 5000m marcam o dia do atletismo

 Pratas nos 100m e no decatlo, e bronze nos 5000m marcam o dia do atletismo em Santiago 2023

O encerramento do segundo dia do atletismo nos Jogos Pan-americanos Santiago 2023, na última terça-feira, 31, foi reservado justamente para a final da prova considerada a mais nobre das pistas: os 100m rasos. Por muito pouco, Felipe Bardi não alcançou o topo do pódio, em uma disputa decidida nos detalhes, na linha de chegada. A medalha de prata, porém, foi celebrada pelo brasileiro ao fim da competição.

“Foi por um detalhezinho, no final da prova, que fiquei com a prata, mas nos 100m é assim. Os milésimos fazem a diferença. Não quero lamentar. É celebrar essa prata e quinta-feira, 2, tem mais, com o revezamento 4x100m. Então, vamos nessa”, comentou o velocista, que fez o tempo de 10s31, enquanto o medalhista de ouro, o dominicano Jose Gonzalez, completou em 10s30.

Na mesma prova, Erik Cardoso chegou na 4ª colocação, mesma posição de Ana Carolina de Jesus, nos 100m feminino, disputados pouco antes.

No decatlo, foram realizadas as últimas cinco provas (110m com barreiras, 1.500m, lançamento de dardo, lançamento do disco e salto com vara). José Fernando Ferreira fez 7.748 pontos no total e conquistou a medalha de prata. Outro brasileiro, Felipe Vinicius dos Santos, ficou em oitavo.

“Entrei na prova competindo mais contra mim mesmo, contra o cansaço. Foi o sétimo decatlo que eu disputo no ano, isso não é comum. Geralmente, são três ou quatro por ano. Fiz um primeiro dia não muito bom e um segundo dia mais de recuperação. Mas, no fim, estou satisfeito com o resultado”, explicou José Fernando, conhecido carinhosamente como Balotelli.

Já Altobeli da Silva, nos 5.000m, com o tempo de 14m48s18, havia chegado na quarta posição. Porém, a desclassificação do mexicano Fernando Martinez, que havia vencido a prova, deu ao brasileiro a terceira colocação e, consequentemente, a medalha de bronze.

“Fiz uma prova muito estratégica, seguindo a orientação do meu treinador, de ficar o tempo todo atrás e arrancar no fim. Eu, na verdade, não havia treinado para esta prova especificamente, e sim para a maratona. Então, no fim das contas, celebro muito esse bronze, já que é a única prova que disputo aqui no Pan”, disse Altobelli.

Outras provas do dia

Nos 100m com barreiras, Ketiley Batista, com o tempo de 13s31, se classificou para a final da prova, a ser disputada nesta quarta-feira, 1, com o quinto tempo geral. Já Caroline de Melo, com 13s62, não avançou. Weslley Bevilaqua, no salto em distância, terminou na sexta colocação, com a marca de 7,65m.

Foto: Miriam Jeske/COB