domingo, 31 de março de 2024

Rede Cuca Vôlei (CE) vira série contra o Maringá Vôlei (PR) e se garante nas semi da Superliga B 2024

Rede Cuca Vôlei (CE) vira série contra o Maringá Vôlei (PR) e se garante nas semi da Superliga B 2024

Com muita raça, o Rede Cuca Vôlei (CE) garantiu a última vaga nas semifinais da Superliga B Bet7k masculina. No domingo (31/3), a equipe comandada pelo campeão olímpico Marcelo Negrão superou o Maringá Vôlei (PR) por 3 sets a 1, com parciais de 25/22, 25/21, 28/30 e 25/22, no Ginásio Cuca José Walter, em Fortaleza (CE), e fechou a série melhor de três das quartas de final em 2 a 1, de virada. O desafio na próxima fase será contra o Neurologia Ativa (GO).

O time cearense teve sangue frio para lidar com a desvantagem depois de ser superado no tie-break no primeiro confronto, fora de casa. Nas duas últimas partidas, com o apoio da torcida, o Rede Cuca Vôlei (CE) mostrou mais consistência, apesar das dificuldades impostas pelo aguerrido Maringá Vôlei (PR), e ganhou confiança para seguir na luta pelo retorno à elite. Os dois finalistas se classificam para a Superliga 2024/2025.

“Estou muito feliz por termos conseguido essa vitória e pela superação do grupo. Foi uma série difícil, contra uma equipe bastante qualificada. Depois deste confronto, vamos ainda mais fortes para as semifinais, em busca da classificação para a final e de uma vaga na próxima Superliga”, destacou o levantador João Matoso, do Rede Cuca Vôlei (CE).

O representante nordestino disputou a divisão principal do vôlei brasileiro na temporada 2022/2023, mas não conseguiu se manter. Agora, para conseguir o acesso, o dono da terceira melhor campanha da fase classificatória da Superliga B Bet7k promete uma disputa intensa com o Neurologia Ativa, que avançou em segundo.

As semifinais também serão disputadas em melhor de três. No outro confronto, o Saneago Goiás Vôlei (GO) enfrentará o Brasília Vôlei (DF).

Foto: Divulgação/Rede Cuca