quarta-feira, 1 de maio de 2024

Fãs de Ayrton Senna se reúnem em Imola para homenagear piloto nos 30 anos de sua morte

Fãs de Ayrton Senna se reúnem em Imola para homenagear piloto nos 30 anos de sua morte

Centenas de fãs se reúnem nesta quarta-feira (1º) no autódromo Enzo e Dino Ferrari, em Imola, na Itália, para homenagear Ayrton Senna, que morreu há 30 anos, no local.

O principal ponto de encontro dos admiradores é a estátua do piloto, a algumas dezenas metros da curva Tamburello, onde ocorreu o acidente que vitimou o tricampeão mundial de Fórmula 1. O CEO da categoria, Stefano Domenicali, também compareceu ao local.


Desde que foi inaugurada, a estátua de Senna é um ponto de peregrinação para fãs do automobilismo e do ex-piloto, que costumam deixar bandeiras do Brasil e de seus países penduradas no alambrado que separa a pista do Parque das Águas Minerais, que ocupa a parte interna do autódromo.


Nesta quarta, era possível ver bandeiras de Portugal, do Líbano, do Uruguai e até uma bandeira do Corinthians, clube para o qual Senna torcia.

Bandeiras também costumam ser afixadas no alambrado da parte externa da Tamburello, onde ocorreu a batida da Williams de Senna contra o muro, às margens do rio Santerno, que cruza a cidade.



O acidente

No dia 1º de maio de 1994, Senna liderava o GP de San Marino, quando saiu da pista logo após abrir a sétima volta – a segunda em bandeira verde, após um acidente na largada ter obrigado a entrada do Safety Car.


Com o impacto, a mais de 200km/h, um braço da suspensão se soltou e atravessou o capacete de Senna. Ele recebeu os primeiros socorros ainda em pista, pela equipe do médico Sid Watkins, seu amigo pessoal.


Senna chegou a ser transferido de helicóptero para o Hospital Maggiore de Bolonha, onde teve a morte atestada poucas horas depois.


O fim de semana daquele GP foi marcado por tragédias. No sábado, o austríaco Roland Ratzenberger havia morrido após perder o controle de sua Simtek. Na sexta, Rubens Barrichello também havia sido levado ao hospital depois de uma violenta colisão depois que seu carro levantou voo na Variante Bassa. E, finalmente, no próprio domingo, um pneu mal colocado no carro de Michele Alboreto se desprendeu, deixando mecânicos feridos.

Fonte: G1 - Fotos: Reprodução Redes Sociais da F1