sábado, 30 de março de 2024

Osasco São Cristóvão Saúde vence batalha de cinco sets e está na semifinal da Superliga 23/24

Osasco São Cristóvão Saúde vence batalha de cinco sets e está na semifinal da Superliga 23/24

Osasco São Cristóvão Saúde está na semifinal da Superliga Bet7K. A equipe comandada pelo técnico Luizomar garantiu a classificação com uma dura vitória sobre o Pinheiros com placar de 3 sets a 2, parciais de 22/25, 25/20, 25/15, 15/25 e 15/13, em 2h21min, para fechar o playoff das quartas de final em 2 a 0. Agora, Camila Brait, Giovana, Tifanny, Lorenne, Butler e cia. focam no Gerdau Minas, o adversário na luta por um lugar na decisão da temporada 2023/24 da maior competição do vôlei brasileiro.

Giovana, que ganhou o troféu VivaVôlei como a melhor em quadra, enalteceu a força do grupo osasquense. “Isso é que é um jogo de quartas de final. Ninguém quer perder e tem que roer o osso até o final se quiser avançar. E avançamos. O Pinheiros está de parabéns pelo que fez aqui e por mais que tenhamos jogado um pouco abaixo hoje, não tira o mérito delas. E como o nosso grupo é espetacular. Quando uma não está tão bem, outra entra e segura. E jogamos com coração, especialmente no quinto set. E se a gente quiser chegar até a final, e nós queremos muito, vai ter que ser assim, na base do coração”, disse a levantadora.


O jogo – Osasco comandou o primeiro set. Pelo menos na parte inicial. Lorenne atacou para fazer 12/4. Porém, aos poucos o Pinheiros se organizou, soube aproveitar erros das osasquenses e empatou em 14/14. A partir daí, o jogo ficou equilibrado. Luizomar pediu tempo quando as donas da casa assumiram a ponta: 19/20. Tifanny ainda pontuou no 22/23, mas não conseguiu evitar a vitória do time paulistano por 25/22.

O segundo set começou ao contrário. Osasco teve que correr atrás e só conseguiu empatar no 10/10. Maira colocou a equipe de Luizomar na frente: 11/10. Giovana, com um ace, fez 17/16. Mais confiantes, as atletas osasquense sustentaram a vantagem e Lorenne fez 23/20. Geovana Vitória, que entrou em quadra no início da parcial, atacou na china para marcar o set point: 24/20. Foi de Maira o ponto que garantiu a vitória por 25/20 e o empate na série em 1 a 1.

O terceiro set foi de Osasco, Giovana, melhor sacadora osasquense na partida, conseguiu mais um ace para fazer 13/8. Tifanny atacou no 16/8 e Lorenne marcou 21/12. Com o passe funcionando e boa variação ofensiva, a equipe osasquense seguiu abrindo vantagem. Geovana atacou pelo meio para manter a diferença em dez pontos: fazer 24/14. E Lorenne, em uma pancada de meio-fundo deu números finais à parcial e garantir a virada com um 25/15.

Luizomar precisou gastar seu segundo pedido tempo quando o Pinheiros fez 11/4 no terceiro set. Seu time tentou reagir e Lorenne fez 8/13. Na base da luta para superar o momento desfavorável, Maira explorou o bloqueio o 12/20. Tifanny, na largadinha, fez 13/22. Lorenne sentiu cãibras ao tentar salvar uma bola no 15/23. Tifanny, desta vez na pancada, fez 15/24. Mas não foi suficiente para evitar a vitória do Pinheiros por 25/15.

Lorenne atacou da saída de rede para colocar Osasco com vantagem de dois pontos no início do tie-break: 5/3. Quando o Pinheiros virou (6/5), Luizomar pediu tempo. Butler usou a velocidade pelo meio no 7/8. Lorenne, com um ace, garantiu o empate no 9/9. Tifanny, na largada, fez 11/11. A virada veio com um bloqueio de Kenya e Butler: 12/11. Giovana salvou um saque que bateu na rede e Lorenne, do fundo, fez 13/12. Tifanny, com um ataque na paralela definiu: 15/13.

Jogaram e marcaram para Osasco São Cristóvão Saúde: Giovana (5), Lorenne (19), Maira (9), Tifanny (23), Callie (3), Butler (13) e a líbero Camila Brait. Técnico: Luizomar de Moura. Entraram: Amanda, Kenya (1), Silvana, Geovana (8), Duda.

Jogaram e marcaram para o Pinheiros: Amanda, Bruna Moraes (12), Lays (10), Mara (8), Valdez (18), Karen (11) e a líbero Kika. Técnico: Duda Nunes. Entraram: Carol Grossi, Sonaly (10), Thaina, Yael (1).

Fonte: ZDL - Fotos: Wagner Carmo/ECP e @tkssport / @carol__fotografia